RADAR

SEMANAL

NoemiaVasquez.jpg

Podcast Especial:  

NOEMIA VASQUEZ

 

Atuária e Estatística, especialista em previdência complementar, MBA em engenharia de planejamento pela Coppe, certificada pelo ICSS e pelo IBA e atuação como dirigente em EFPC

00:00 / 03:18
Cotas.jpg

A um passo da melhor forma 

de calcular as cotas

 

 

A Ancep e a UniAbrapp se preparam para realizar no próximo dia 27, das 9h às 13h, como sempre reunindo  os maiores especialistas, o  que tem todas as condições para ser, por sua extraordinária importância, um evento histórico. As inscrições já estão abertas para o treinamento Metodologia de Apuração e Atualização da Cota Previdencial dos Planos de Benefícios das EFPCs, valendo 2 pontos no PEC ICSS.

Tanta importância deriva de que no evento vai se  fornecer às entidades e seus profissionais algo de que o sistema mostra-se carente:  um caminho para aprimorar o cálculo das cotas dos planos. Hoje, há EFPCs procedendo de um modo, enquanto outras adotam variações. Os resultados a que chegam podem não ser muito diferentes, mas o melhor mesmo é tentar chegar o mais próximo possível do que seria uma  padronização.

"Ter uma cota bem calculada é algo do maior valor para todos as partes envolvidas, a começar das entidades", resume o Presidente da Ancep, Roque Muniz Andrade. Ele ainda chama a atenção para a força realizadora da Ancep e da UniAbrapp, capazes de promover eventos da maior qualidade e ainda mais quando juntam esforços.

Saiba mais e faça a sua inscrição em: https://www.uniabrapp.org.br/site/pages/pt-br/detalhes-do-curso/event-detail/metodologia-de-apuracao-e-atualizacao-do-processo-cota-previd-dos-planos-de-beneficios-das-efpc

CFC coloca em audiência pública minuta que propõe mudança no currículo do curso de Ciências Contábeis

O Conselho Federal de Contabilidade (CFC) colocou em audiência pública a minuta que propõe a alteração da Resolução CNE/CES nº 10, de 16 de dezembro de 2004. A norma institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Graduação em Ciências Contábeis, bacharelado, e guia as Instituições de Ensino Superior (IES) brasileiras. O documento está disponível para contribuições na plataforma Participa + Brasil e poderá receber comentários até o dia 31 de maio.

A autarquia espera reunir sugestões de profissionais, de acadêmicos e de estudantes de todo o país. A partir das contribuições, o objetivo é construir uma proposta de mudança para o normativo e apresentar ao Ministério da Educação (MEC) ainda no primeiro semestre de 2022.

 

O presidente do CFC, Aécio Dantas, ressalta que a essencialidade dos profissionais da contabilidade ficou ainda mais evidente durante a pandemia. O contador pontua que os contadores são grandes aliados da economia brasileira e que acompanham, desse modo, as transformações do mercado. “Considerando o impacto dos profissionais da contabilidade na economia e no desenvolvimento sustentável do país, precisamos manter o currículo de Ciências Contábeis atualizado e alinhado com o mercado. Dessa forma, formaremos profissionais aptos a atuarem com excelência”, afirma.

Desde o final de 2021, o CFC iniciou os trabalhos voltados para a reformulação das diretrizes curriculares. A proposta do Conselho é adequar o curso de graduação em Ciências Contábeis à nova realidade do mercado, marcada por pautas como tecnologia, ciência de dados, sustentabilidade, entre outros temas.

Dando prosseguimento ao projeto, ainda no ano passado a autarquia comunicou a Instituições de Ensino Superior, a coordenadores e a professores do curso de Ciências Contábeis que iniciaria o trabalho de reformulação da resolução e solicitou o envio de sugestões. Em seguida, os 27 Conselhos Regionais de Contabilidade (CRCs) foram convocados para iniciar discussões sobre o tema em suas jurisdições, com a finalidade de reunir opiniões de todo o país.  

 

Em 2022, ocorreu uma reunião nacional com todos os presidentes das 24 Academias de Ciências Contábeis e outra com os presidentes dos 27 CRCs. O objetivo foi buscar diferentes pontos de vista e enriquecer a minuta que entraria em audiência pública.

A participação de toda a classe contábil na audiência pública é fundamental para o enriquecimento do material que será enviado ao MEC. A partir de pontos de vista vindos do mercado e da academia, será possível reunir contribuições variadas, de acordo com as diversas realidades brasileiras, que poderão para fortalecer ainda mais a contabilidade no Brasil.  (CFC)

Participe e deixe a sua contribuição. Para acessar o portal: Governo Federal - Participa + Brasil - PROPOSTA DE RESOLUÇÃO ORIUNDA DO CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE (www.gov.br)

ICDS abre nova turma e oferece meia bolsa para associados da Ancep

O ICDS está lançando uma nova Turma, a oitava,  do seu curso de Atualização em Previdência Complementar,  que proporciona a Certificação por Capacitação e a pontuação para a PEC do ICSS.


É on-line, em 80 horas aula.

O ICDS oferece 2 inscrições para os associados da ANCEP, com direito a meia bolsa (50% gratuito).

Corpo.jpeg