O que diz a ...

MÍDIA

apoio

Segunda-feira, 19 de abril  - Entregue até 8h 45 min.

Newsletter com um olhar estratégico para a leitura  de diretores e conselheiros da Abrapp, Sindapp,  ICSS e UniAbrapp, trazendo uma síntese combinada  com  a essência das informações de interesse encontradas nas mais variadas mídias. Recomendamos ao leitor desejoso de obter mais detalhes procurá-los nas fontes originais das notícias aqui resumidamente publicadas.

Futuro do sistema

Classes média e alta perdem renda, mas servidores poderão ter reajuste

Perda nos domicílios ficou entre 20% e 50% do que costumava entrar por mês.

Fontes   jornal FOLHA DE S. PAULO  

Em dois dias diferentes  - edições de sábado e domingo - o mesmo jornal traz matérias que podem ajudar a clarear duas variáveis importantes para o futuro de nosso sistema: a renda da classe média e a remuneração dos servidores federais, esta última um dado bastante relevante considerando o crescente peso do segmento público.

Ainda que os mais pobres formem a fatia mais vulnerável aos efeitos da Covid-19, com forte retração nos ganhos especialmente entre os que dependem do trabalho informal, a pandemia também impõe perdas para as camadas médias.

Oito em cada dez famílias em que o rendimento com o trabalho fica acima de cinco salários mínimos perderam renda no quarto trimestre de 2020 ante igual período do ano anterior, e isso  em termos reais, portanto, já considerada a inflação.

A maior parte desses domicílios de maior renda perdeu entre 20% e 50% do que costumava ganhar por mês, sendo que 7% dessas famílias perderam tudo o que habitualmente recebiam –ou seja, quem trabalhava naquela família ficou sem trabalho.

Os dados são da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) Contínua, compilados pela consultoria IDados.

Outro levantamento, feito também a partir da Pnad Contínua, mas este pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), mostra que os domicílios mais ricos sofreram a maior redução proporcional na renda vinda do trabalho. Entre a classe média e a alta, as perdas reais foram de 1,55% a 7,44% do rendimento no quarto trimestre, respectivamente.

Ao mesmo tempo em que pela primeira vez no mandato do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o governo incluiu na estrutura do Orçamento uma autorização de reajuste salarial aos servidores públicos federais.

Na prática, a medida abre caminho para a gestão Bolsonaro negociar e propor um aumento. N entanto, na justificativa da proposta orçamentária de 2022, o Ministério da Economia afirma que a previsão incluída na lei, por si só, não garante que aumentos serão concedidos. Ressalta ainda que a decisão dependerá de previsão orçamentária e respeito ao teto de gastos, regra que limita o crescimento das despesas do governo à variação da inflação.

Futuro do sistema 2

Perfil populacional: pandemia vitima menos os idosos e mais os jovens e no geral a expectativa de vida cai

Fontes   jornais O GLOBO e O ESTADO DE S. PAULO

Atentos aos efeitos da pandemia sobre a longevidade,  é interessante o que nos diz nota curta trazida pela coluna do jornalista Ancelmo Gois, onde se lê que a participação das pessoas com mais de 70 anos no total de óbitos caiu de 54,6% no ano passado, para 48,5% entre janeiro e 12 de abril de 2021, indica o Ipea.

Por outro lado, o mesmo jornal traz notícia dizendo que no Rio de Janeiro crescem as internações de pessoas entre 30 e 50 anos. O Secretário Municipal da Saúde,  Daniel Soranz, resume assim: "A gente vê de fato um crescimento importante na internação de pessoas jovens, na faixa dos 30 anos, nas redes municipal e suplementar".

Um segundo jornal, por sua vez,  registra que a expectativa de vida no Brasil pode cair até mais de três anos e meio, dependendo da região, por causa do impacto da pandemia nos índices de mortalidade. O Distrito Federal é o local mais afetado, com uma redução estimada de 3,68 anos. O Norte, porém, é a região mais afetada. Lá, as piores situações são a do Amapá (com redução de 3,62 anos), de Roraima (recuo de 3,43) e do Amazonas (menos 3,28). 

Em São Paulo, unidade da Federação com mais casos do novo coronavírus, a perda deve chegar a 2,17 anos. Será a primeira redução nesse indicador nacional desde 1940, conforme os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em média, a redução da expectativa de vida em todo o Brasil será de praticamente dois anos (1,94)

Previdência aberta

Fundos de previdência são o "último almoço grátis", diz analista da XP

Fonte :     portal  INFOMONEY e canal STOK PICKERS/YOUTUBE

Se você tem uma carteira de fundos mas não tem nenhum  de previdência aberta nela, provavelmente você está fazendo algo errado. É o que disse resumidamente  Carolina Oliveira, analista de fundos da XP, ao participar na sexta-feira de um vídeo  no canal do Stok Pickers no Youtube.

Carol desandou a fazer elogios e chegou a definir  fundos de previdência como “o último almoço grátis” do mercado: “você pode investir naquilo que gosta mas com grande vantagens tributárias”.

 

O motivo para isso: desde 2015 muitas mudanças regulatórias permitiram que esses fundos possam se expor mais em renda variável e ativos internacionais. Isso fez com que grandes gestoras pudessem criar fundos de previdência com uma carteira bem parecida com a dos seus fundos “tradicionais” – a diferença é que, na previdência você consegue grandes vantagens tributárias.

Carol naturalmente apontou 7 assets de cujo produtos previdenciários ela disse gostar bastante.

Quem quiser assistir ao vídeo pode acessar aqui Não investe em FUNDOS DE PREVIDÊNCIA? Então tem algo errado na sua carteira de fundos - YouTube

Nem todos os leitores, no entanto, se deixaram convencer pelo discurso confiante de Carolina. Alguém observou  no espaço  aberto para comentários que "fundo de previdência só se for atrelado a algum fundo q performa muito bem porque a maioria não rende nada, só serve pra comer taxas e tudo mais. Fiquem atentos a isso e mais, se entrarem na alta e o fundo estiver exposto em bolsa e depois cair forte vc pode perder e bastante. Têm fundos mais e outros menos agressivos mas no geral é bem difícil  ganhar mais do q o CDI".

RH

Empresas adiam volta aos escritórios

Fontes   jornais   FOLHA DE S. PAULO, VALOR ECONÔMICO  e O GLOBO

Pesquisa inédita da consultoria Newmark mostra que neste momento de agravamento da pandemia a presença física  de funcionários nos escritórios de alto padrão em São Paulo gira em torno de 12%.

Em janeiro esse percentual andava em torno de 34%.  A informação saiu em nota publicada  na coluna do jornalista Lauro Jardim e nos diz respeito tanto na condição de empregadores quanto na de investidores em escritórios de alto padrão.

Por outro lado, nota em coluna de um segundo jornal informa que a Salesforce, empresa de softwares para relacionamento com clientes, decidiu adiar de 31 de julho para 31 de dezembro a volta dos funcionários para os seus escritórios ao redor do Mundo.

Cresce a preocupação com a saúde mental -  A pandemia deixou os brasileiros mais ansiosos e deprimidos e, com isso, aumentou de forma significativa a procura por atendimento em serviços de saúde mental tanto na rede privada quanto na pública.

 

Pesquisa da Ipsos para o Fórum Econômico Mundial com 30 países divulgada na semana passada mostra que o Brasil é o quinto país onde os entrevistados mais sentiram uma piora na saúde mental no último ano: 53% dos entrevistados por aqui afirmaram que sua saúde mental mudou para pior desde março do ano passado.

Lideranças ainda se engajam pouco -  Estudo do Itaú Social, que analisou o voluntariado corporativo em 47 empresas, mostra que executivos não são maioria como voluntários - e que grande parte de quem participa dessas ações são analistas ou coordenadores.

 

No Itaú Social, por exemplo, 40% dos 325 voluntários de 2020 possuem idade entre 31 e 40 anos e 80% trabalham em agências do banco.

Loja mantém foco na venda pelo whatsapp -  A rede Telhanorte resolveu manter nas vendas digitais metade dos funcionários que direcionou para atender os clientes pelo WhatsApp durante a fase emergencial.

No período mais restritivo das medidas para conter a Covid, a empresa elevou de 10 para 280 o número de vendedores focados no WhatsApp, com cerca de 4.000 contatos diários com clientes, diz a Telhanorte.

Investimentos

Número de IPOs em 2021 pode chegar a 180

Fontes   portal INFOMONEY , agências REUTERS e BROADCAST e jornais O ESTADO DE S. PAULO e O GLOBO

Apesar das dificuldades políticas e fiscais que o Brasil vive o número de IPOs poderá manter-se elevado, com o resultado deste ano conservando-se em linha cm o alcançado em 2020. Devem contribuir para isso a alta liquidez global e os juros ainda historicamente baixos para os padrões brasileiros.

 

O volume de IPOs pode ficar entre 70 e 80, refletindo o clima da Bolsa, que nos últimos dias retornou aos 120 pontos.

 

Aliás, um outro jornal fez uma pesquisa e detectou que 50% do universo de instituições ouvidas acreditam que a B3 subirá na semana que se inicia hoje (19), enquanto a outra metade espera em quantidades iguais que o Ibovespa se mantenha estável ou caia. 

O aumento da volatilidade fez com que algumas empresas decidissem postergar suas ofertas de ações, mas o prognóstico é muito positivo para os próximos meses, avalia o vice-presidente do Bradesco, Marcelo Noronha, que é responsável pela área de atacado do banco, que é aquela voltada às empresas. Para o segundo semestre, por exemplo, é estimado um volume de aproximadamente R$ 100 bilhões em ofertas, o que garantirá mais um ano recorde no mercado acionário.

 

Previ: Fundição Tupy fica com a  Teksid      -  O Conselho Administrativo de Defesa Econômica -CADE  aprovou na semana passada a  aquisição dos negócios globais de fundição de ferro da Teksid pela Tupy,  líder no setor no país, com restrições. Ao dar a notícia  o portal não diz, mas a Previ detém 24,8% da Tupy.

O negócio foi anunciado em 2019, envolvendo fábricas da Teksid, que na época era uma unidade do grupo Fiat Chrysler (hoje Stellantis)  no Brasil, México, Polônia e Portugal, além da participação em joint venture na China, bem como centro de engenharia na Itália e escritório comercial nos Estados Unidos.

Na ocasião, a Tupy informou que o valor a ser pago ao grupo automotiva era de 210 milhões de euros.

Metrô mais caro - Se nada mudar e o reajuste for efetivado no início de maio o Rio de Janeiro poderá ter a tarifa de metrô mais cara do País, sendo que devemos adicionar a esta notícia o fato de que a concessionária é controlada pela Invepar, cujos maiores investidores são fundos de pensão.

O reajuste será de 25,71%,  o que elevará a tarifa para R$ 6,30. Ao dar a notícia o jornal informa estar a concessionária pleiteando um subsídio, com o governo do Estado pagando R$ 1 desse total.

Investimentos  2

Emissão de papéis sustentáveis deve bater recorde

Fonte :     jornal   VALOR ECONÔMICO

As emissões de dívida que atendem a critérios de sustentabilidade ambiental e social deverão bater recorde e ficar próximas de US$ 1,178 trilhão globalmente neste ano, pelas novas projeções do banco sueco Skandinaviska Enskilda Banken (SEB).

 

A instituição considera que, após um “tropeço de curto prazo” causado pela pandemia, o momento é melhor do que nunca para produtos financeiros com etiqueta de sustentabilidade.